13 de fevereiro de 2015

ÁGUA Aumento do consumo preocupa municípios

Image-0-Artigo-1797966-1Apesar do corte de verbas, as festas de Carnaval irão ocorrer em muitos municípios cearenses. Além da preocupação com o dinheiro público empenhado na programação, o cenário de estiagem tem gerado grande apreensão. Em algumas cidades que já registram problemas de abastecimento, o número de visitantes, nesta época, chega a dobrar e o consumo de água aumenta de forma considerável.
Nos municípios litorâneos, como Aquiraz, Aracati, Beberibe, Camocim, Paracuru e Cascavel, que tradicionalmente realizam grandes festas e recebem centenas de visitantes, o momento, agora, é de alerta.
Em Camocim, no litoral oeste, a Prefeitura irá garantir a festa oficial. A estimativa oficial é que a cidade, que tem cerca de 60 mil moradores, abrigue o dobro desta população no feriado.
A gestão admitiu, através da assessoria de comunicação, que o Município enfrenta dificuldades no abastecimento, mas que são realizadas ações (perfuração de poço e construção de cisternas de plástico) para garantir a segurança hídrica. A estratégia é solicitar que os visitantes levem garrafões de água.
Segundo o boletim da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), as bacias do Baixo Jaguaribe, Metropolitana, do Coreaú e do Curu, que abastecem estes municípios, estão com a capacidade inferior a 25%. A do Baixo Jaguaribe (que abastece Aracati) e a do Curu (Camocim) têm apenas 1,77% e 2,53% de volume de água armazenado, respectivamente.
A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) não informou o volume médio de água tratada consumido em dias normais nestas localidades, porém repassou o crescimento médio durante o feriadão.
Cascavel registra o maior aumento, com acréscimo de 45% na demanda de água, sobretudo para Caponga. Beberibe tem o segundo maior índice, 37,5%, seguido por Aracati (20%) e Aquiraz (10%). Em Camocim, o sistema de fornecimento de água tratada não é operado pela Cagece. Os números de Paracuru não foram informados.
Segurança hídrica
Diante do risco de falta de água durante a festa, os municípios que têm programação vêm adotando medidas que tentam garantir a segurança hídrica. Em Aquiraz, a Prefeitura realizará a festa momina em parceria com empresas que colaboram na contratação das bandas para o tradicional Carnaval Popular na Prainha, Iguape e Praia do Batoque. De acordo com a assessoria de comunicação, haverá reforço no abastecimento, através de carros-pipas.
O incremento de dois carros pipas ocorrerá amanhã, na segunda e na Quarta-Feira de Cinzas. No Porto das Dunas, Iguape e Prainha, o reforço será de um ou dois carros-pipas por dia, a depender da necessidade.
Já em Aracati a programação oficial teve início ontem e segue até quarta-feira. A estimativa é que o município do litoral leste, que tem cerca de 69,1 mil habitantes, receba neste período, entre 200 e 300 mil visitantes.
De acordo com a assessoria de comunicação, o prefeito de Aracati, Francisco Ivan Silvério, se reuniu com representantes da Cagece na semana passada, para discutir ações. Segundo o Município, o órgão fez reparos na adutora ETA II, que recebe água do Canal do Trabalhador e abastece a cidade, e também na adutora da ETA do Cumbe, que atua como suporte, principalmente, em épocas de maior demanda.

Medidas
Em Paracuru, segundo a assessoria da Prefeitura, tendo em vista a escassez de água a Prefeitura tenta "potencializar a ida de visitantes ao Município" e por isso não irá contratar bandas. Na cidade, haverá Carnaval, mas conforme a gestão, "em proporções bem menores, somente com som mecânico".
Para tentar evitar o desabastecimento, na última quarta-feira (11), o prefeito Sidney Gomes se reuniu com representantes da Cagece e solicitou a ligação de dois poços perfurados nesta semana pela própria empresa. Ele também visitou uma lagoa adjacente "para que se estude alternativas em relação crise hídrica", segundo a assessoria.

11 de fevereiro de 2015

Explosão em navio-plataforma da Petrobras deixa 3 mortos

Uma explosão no navio plataforma da Petrobras FPSO Cidade de São Mateus deixou pelo menos três trabalhadores mortos, quatro feridos e outros desaparecidos no litoral capixaba nesta quarta-feira, informou o Sindicato dos Petroleiros do Espírito Santo.
Petrobras não se manifestou imediatamente sobre o assunto.
Cerca de 30 funcionários foram retirados da plataforma em um barco de apoio, disse à Reuters o diretor do Sindipetro ES, Davidson Lombo.
Segundo ele, a explosão foi causada por um vazamento de gás.
A FPSO operava nos campos de Camarupim e Camarupim Norte, a cerca de 80 quilômetros da capital do Estado, Vitória.
Segundo a Secretaria de Saúde do Espírito Santo, foi acionado esquema para receber feridos no aeroporto de Vitória.
"A plataforma está sem comunicação. Estamos fazendo contato por meio da plataforma Vitória (próxima ao local do acidente)", disse o diretor do Departamento de Segurança da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Maria Rangel.
A FPSO produziu em média 2,5 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia e 2 mil barris de petróleo por dia em dezembro, segundo Rangel.
A unidade, que armazena e produz petróleo e gás, é de propriedade da afretadora de plataformas norueguesa BW Offshore e tem foco maior na produção de gás.
Considerando a informação de produção relatada pelo sindicalista, a unidade produziu mais de 3 por cento da produção de gás da Petrobras em dezembro, que atingiu ao todo naquele mês 73,5 milhões de metros cúbicos/dia.
No caso da produção de petróleo, o volume produzido pela FPSO é ínfimo perto do total produzido pela Petrobras em dezembro, de mais de 2 milhões de barris/dia.
A FPSO tem capacidade de armazenagem de 700 mil barris, segundo ficha técnica publicada pela BW Offshore.

Para presidente da Câmara, 'não há espaço' para discutir impeachment

Responsável por avaliar se um pedido de impeachment de um presidente da República é arquivado ou encaminhado aos parlamentares, o presidente da Câmara,Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta quarta-feira (11) que "não há espaço" para discutir a saída de Dilma Rousseff.
"Eu sempre fui muito claro em relação a esse assunto [pedido de impeachment de Dilma] e vou continuar sendo. Não vejo espaço para isso. Não concordo com esse tipo de discussão e não terá meu apoiamento", afirmou o peemedebista.
Eduardo CunhaCunha, um dos principais líderes do PMDB que tem o vice-presidente, Michel Temer, defendeu a legitimidade do governo da petista. Ele afirmou que dificuldades iniciais de um mandato não podem justificar uma saída pelo comando do país.
"Existe diferença muito grande de você ter qualquer tipo de divergência ou forma de atuar com independência. O governo está legitimamente eleito. Não dá para você no início do mandato ter esse tipo de tratamento desse processo", afirmou.
Deputados e senadores da oposição vão participar de protestos de 15 de março pedindo o impeachment de Dilma.
Nos últimos dias, líderes oposicionistas têm defendido que as medidas impopulares adotadas pela petista -como aumento da gasolina e a alterações em direitos trabalhistas e previdenciários-, o escândalo de corrupção na Petrobras e a queda significativa da popularidade da presidente, registrada pela Datafolha no fim de semana, justificam o debate sobre o impeachment.
Trâmite
Para ser aprovado na Câmara, um pedido de impeachment tem que passar por comissão e ainda receber o apoio de 342 dos 513 deputados.
Na sequência, o processo segue para o Senado, onde precisará de apoio de 54 dos 81 senadores. Após chegar ao Senado, o pedido precisa ocorrer em até 180 dias, período pelo qual o presidente fica afastado do cargo.

8 de fevereiro de 2015

Casa de marimbondo foi retirada de trave do PV antes de jogo; confira imagens

Antes da bola rolar para Fortaleza 1 x 0 Icasa, na noite do último sábado (7), uma casa de marimbondo (também conhecido como vespa) precisou ser retirada de uma das traves do estádio Presidente Vargas. O Corpo de Bombeiros entrou em campo e marcou um "golaço", evitando algum incidente.
 
Protegidos, os oficiais utilizaram um extintor de incêndio para retirar os insetos do local, ação que despertou a curiosidade e o assombro dos poucos torcedores que já se encontravam no estádio. Se os marimbondos fossem assustados por uma bola durante a partida, poderiam levar perigo a mais torcedores (o público superou 7 mil pessoas).
 
Confira imagens da retirada dos insetos:

4 de fevereiro de 2015

Graça Foster renuncia e nova diretoria será eleita sexta-feira, 6

Graça FosterEm nota a Petrobras confirmou a saída da diretoria, o nome dos outros diretores não foi divulgado pela empresa.

A presidente da Petrobras, Graças Foster, e outros cinco diretores da estatal renunciaram ao cargo, segundo comunicado da empresa nesta quarta-feira, 4.
Através de nota em resposta à solicitação da Bovespa sobre os rumores da saída da presidente, a empresa informou que a eleição da nova diretoria deve acontecer na próxima sexta-feira, 6.
 “Em resposta a esta solicitação, a Petrobras informa que seu Conselho de Administração se reunirá na próxima sexta-feira, dia 06/02/2015, para eleger nova Diretoria face à renúncia da Presidente e de cinco Diretores", diz o comunicado. 
Não foi informado o nome dos outros cinco diretores que renunciaram. 
Para a sucessão da presidência o mercado especula três nomes: Henrique Meireles (ex-presidente do Banco Central), Rodolfo Landim (ex-OGX) e Roger Agnelli (ex-Vale).
A mudança na direção da empresa acontece em meio as investigações da Operação Lava Jato da Polícia Federal que investiga esquemas de corrupção na empresa.
Investigações e sucessivos escândalos refletiram na desvalorização da empresa no mercado de ações da bolsa de valores, que após rumores da saída de Graça fizeram as ações dispararem e fechar em alta de 15%, na última terça-feira, 3.

2 de fevereiro de 2015

APÓS DESISTÊNCIA DA OBRA Ministério Público do Estado solicita documentação da Premium II

Após a Petrobras anunciar na semana passada o cancelamento do projeto de instalação da Refinaria Premium II no Estado, o Ministério Público do Ceará enviou nesta segunda-feira (2) um ofício a Secretaria de Infraestrutura estadual requerendo toda a documentação relacionada ao empreendimento. A ação visa o ressarcimento dos prejuízos causados pelo arquivamento do projeto. Agora, a secretaria tem um prazo de 15 dias para encaminhar  o contrato assinado entre o Governo do Ceará e a Petrobras para a instalação da refinaria e a relação de todas as despesas de infraestrutura realizadas. Para o promotor de Justiça titular da Defesa do Patrimônio Público de Fortaleza, Ricardo Rocha, é necessário verificar a existência de um contrato formal assinado entre o governo e a estatal. “Queremos analisar o contrato para verificar a existência de um possível descumprimento da empresa de forma unilateral. Caso isso seja confirmado, o MP-CE poderá tentar viabilizar medidas judiciais contra a Petrobras”, afirma.
 
No entanto, conforme ele, caso seja verificado que não houve um contrato, o MP-CE terá que apurar a eventual prática de atos de improbidade administrativa. “Vamos analisar  todos os gastos e procurar os autores dessas despesas para que o Estado não seja prejudicado. Afinal, nem todas as obras realizadas trarão retorno para o Ceará”, ressalta. 

REAJUSTE Aumento da gasolina para até R$ 3,39 afasta cearenses dos postos de combustíveis

Os aumentos de R$ 0,22 nos preços da gasolina comum e de R$ 0,15, no óleo diesel, impostos pelo governo por meio da elevação das alíquotas do Pis e da Cofins afastou o consumidor cearense de vários postos de combustíveis nesta segunda-feira (2). Em alguns estabelecimentos da capital, a retração na movimentação chegou a 20%, em decorrência dos reajustes, que elevaram o preço do litro da gasolina de R$ 3,13, em média, para até R$ 3,399.
óleo diesel S-10 subiu menos, mas ontem, no primeiro dia útil após o aumento,  já era comercializado por até R$ 3,098, em vários postos da cidade, com alta de até 7,19% sobre os R$ 2,89, cobrados, em média, na semana anterior. Na tarde de ontem, porém, ainda era possível encontrar a gasolina comum por R$3,07 e o diesel por R$ 2,81, em dois postos no bairro Joaquim Távora, entre as Avenida Barão de Studart  e Rui Barbosa.  
Confira imagens dos postos nesta segunda-feira (2)

1 de fevereiro de 2015

Zezinho Albuquerque (Pros) é reeleito presidente da Assembleia Legislativa do CE

O deputado estadual Zezinho Albuquerque (Pros) foi reeleito presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará para o biênio 2015/2016. A votação da nova Mesa Diretora foi realizada neste domingo (1°) após a sessão preparatória de posse dos 46 deputados estaduais eleitos em outubro de 2014 no Plenário 13 de Maio. O governador Camilo Santana e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, participaram da solenidade.
A chapa única foi eleita por 42 votos a favor e quatro contra. A nova composição da Mesa Diretora agrupa parlamentares reeleitos e novatos, além de integrantes das bancadas de situação e de oposição na Casa. Além de Zezinho Albuquerque (Pros), compõem a nova Mesa Diretora: Tin Gomes (PHS), como 1º vice-presidente; Daniel Oliveira (PMDB), 2º vice-presidente; Sérgio Aguiar (Pros), 1º secretário; Manoel Duca (Pros), 2º secretário; João Jaime (DEM), 3º secretário; Joaquim Noronha (PP), 4º secretário; Ely Aguiar (PSDC), Aderlânia Noronha (SD) e Robério Monteiro (Pros), suplentes.
A composição da Mesa Diretora contempla três blocos partidários e o PMDB. Um dos blocos constituídos, formado por Pros, PT, PCdoB e PSD, que conta com 18 deputados. Na sequência, o bloco PV- PSDC- PTN-PRP-PSC-PHS-PRB-SD-DEM, que reúne dez membros. PDT, PP, PSL e PEN estão na terceira colocação, com sete parlamentares, seguidos pela bancada do PMDB, com seis deputados. Os partidos do PR, PSDB, PPS e Psol não possuem componente na direção da Casa.
Zezinho Albuquerque foi eleito, pela primeira vez, presidente da Assembleia Legislativa para o biênio 2013-2014. O deputado estadual também já ocupou os cargos de 1º secretário, 2º vice-presidente, 3º secretário e 2º secretário e participou de diversas comissões técnicas como a de Constituição, Justiça e Redação; Orçamento, Finanças e Tributação; Trabalho, Administração e Serviço Público; e Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semi-Árido.
29ª Legislatura
Após a eleição da chapa única, o presidente da AL convocou os demais membros para compor a Mesa e instalou a 29ª legislatura da Casa.  Foram empossados os suplentes que vão exercer os mandatos no lugar de Ivo Gomes (Pros), secretário de Cidades, David Durand (PRB), secretário dos Esportes, e Osmar Baquit (PSD), secretário da Pesca.
No lugar dos secretários estaduais, foram empossados Leonardo Pinheiro (PSD), Professor Teodoro (PSD) e Fernando Hugo (SD). Mirian Sobreira (Pros), convocada para a pasta de Política sobre Drogas, só poderá se licenciar quando o governador Camilo Santana enviar à Casa a reforma administrativa criando a secretaria. No lugar dela, assumirá Rachel Marques (PT).
Primeira sessão
Nesta segunda-feira (2), às 10h, será realizada Sessão Solene de Instalação da Primeira Sessão da 29ª Legislatura. O governador Camilo Santana estará presente para ler a mensagem governamental com as ações que pretende realizar em 2015. Na terça-feira (3), será realizada a primeira sessão ordinária.

COMPROMISSO Tiririca diz que circo é mais organizado que a Câmara dos Deputados

TiriricaO humorista cearense Tiririca (PR-SP) tomou posse neste domingo do seu segundo mandato como deputado federal. Em entrevista ao Terra, o cearense disse esperar que seus projetos sejam aprovados na Casa e comentou que "ficou meio maluco" quando chegou no Congresso, já que a vida no circo era toda "organizadinha".
É doido, nos primeiros três meses foi difícil. Você vem de outra escola, você chega aqui eassusta. Você vem de uma coisa toda organizada. Circo é uma coisa toda organizadinha, você tem hora para entrar, hora para sair. Aí você chega aqui o cara tá discursando e neguinho não tá nem aí. Até você entender que funciona assim...”, comentou o deputado, que nunca faltou ao trabalho.
Nos próximos 4 anos, Tiririca disse que quer focar em outros temas, como saúde e educação, já que nos anos anteriores de trabalho no Congresso apresentou projetos ligados à atividade circense. "Apresentamos projetos pra caramba. Não foi aprovado nenhum, mas isso não depende da gente", relatou.

SOLENIDADES Legislativo empossa eleitos hoje

fHoje serão empossados os parlamentares eleitos em outubro último para compor as bancadas das assembleias legislativas e Câmara Federal e parte das cadeiras do Senado Federal. Neste domingo, às 8h30, o Legislativo estadual realiza cerimônia ecumênica para, em seguida, às 10h, oficializar a posse dos 46 deputados estaduais eleitos em outubro último. Depois, o presidente da Casa, Zezinho Albuquerque, convoca sessão para ser votada a chapa única que vai formar a nova Mesa Diretora da Casa .

Eleitos pelo Ceará, além dos 46 deputados estaduais, 22 federais tomam posse em Brasília para a Legislatura que segue até 31 de janeiro de 2019 e um senador, Tasso Jereissati, com mandato assegurado até o início de 2023. Amanhã, o governador do Estado, Camilo Santana, comparece à Assembleia Legislativa para ler a mensagem governamental e citar as prioridades de atuação para o exercício de 2015. Na terça-feira, dia 3 de fevereiro, será aberta a primeira sessão ordinária desta Legislatura.

Na manhã de ontem, estavam sendo adotadas as últimas providências pela secretaria geral da Casa e pelo cerimonial para a posse que ocorre nesta manhã e que deve reunir autoridades do Estado, lideranças políticas e familiares dos parlamentares eleitos. Parte do público vai ficar nos auditórios do Complexo das Comissões, já que o plenário deve ficar lotado. A Assembleia também vai disponibilizar um telão no hall da Casa.

Nas eleições de 2014, o cenário de renovação de nomes para a Assembleia Legislativa cearense foi de mais de 50% da bancada, considerando que, dos 46 eleitos, 24 não integravam a última Legislatura, apesar de alguns deles já terem atuado na Casa anteriormente, como o ex-prefeito do município de Iguatu Agenor Neto (PMDB), além de Capitão Wagner (PR), Silvana Oliveira (PMDB) e Tomaz Holanda (PPS), que, por determinado período, substituíram deputados afastados da Casa.

Custos

Cada um dos 46 deputados estaduais do Ceará vai receber mensalmente R$ 25,3 mil, sem contar com R$ 29 mil aos quais têm direito da Verba de Desempenho Parlamentar (VDP) e R$ 58,5 mil referentes à Representação de Assessoramento Parlamentar. Por mês, o custeio dos parlamentares cearenses pode ultrapassar os R$ 5 milhões, chegando a R$ 60 milhões/ano. Eles ficam responsáveis por participar das sessões ordinárias, que ocorrem de terça à sexta-feira, e das comissões técnicas.

Hoje os deputados estaduais escolhem os integrantes da nova Mesa Diretora da Casa, que deve passar por poucas mudanças da composição atual. Desde o início das negociações, o único consenso era em relação ao presidente José Albuquerque, que deve continuar no cargo. Os partidos se dividiram em quatro blocos para postular os demais cargos. A única legenda que se negou a participar das articulações foi o PSOL, que será representado pelo deputado eleito Renato Roseno.

O PROS do ministro Cid Gomes, por ter feito a maior bancada partidária na Casa, com 12 deputados, ficará com os três cargos mais importantes: presidência e primeira e segunda secretarias. Já o PT do governador Camilo Santana não terá assento na Mesa, o que abre as especulações de que poderá sair das cadeiras do partido o próximo líder do Governo na Assembleia.

A oposição também está representada na direção do Legislativo estadual, mas com cargos mais baixos: Danniel Oliveira (PMDB) ficou com a segunda vice-presidência e João Jaime (DEM) será terceiro secretário.

Como extensão do Legislativo cearense, estão vinculados os Tribunais de Contas do Estado (TCE) e dos Municípios (TCM). Dentre as funções da Assembleia, consta aprovar projetos de lei de interesse da sociedade, votar o orçamento do Estado, fiscalizar a aplicação de recursos e ações do Governo do Estado e aprovar os nomes dos conselheiros dos tribunais de contas e dos membros das agências reguladoras. A Casa tem 18 comissões técnicas permanentes para discutir matérias antes de serem apreciadas em plenário.

A Câmara Federal empossará neste domingo 513 deputados federais, sendo 22 da bancada cearense. No último pleito, a renovação no Estado foi de 45% dos nomes, já que 10 dos 22 eleitos não tinham mandato na Casa na última Legislatura, que acolherá veteranos como Moroni Torgan (DEM) e lideranças que já ocuparam outros cargos no Parlamento e no Executivo, como Luizianne Lins (PT).

Reajuste

Com o reajuste no fim do ano passado, os 22 deputados federais do Ceará terão acesso a subsídios de R$ 33.763,00 por mês, sem incluir outros benefícios. Os parlamentares ainda têm a Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), que custa R$ 38,7 mil, e mais R$ 78 mil para pagamento dos assessores que trabalham nos gabinetes. Assim, a bancada federal de deputados cearenses custa aos cofres públicos R$ 3,3 milhões por ano e quase R$ 40 milhões/ano.

Os novos integrantes da Câmara dos Deputados escolhem hoje a Mesa Diretora que vai representar a Casa. Os dois candidatos mais competitivos são Arlindo Chinaglia, do PT, e Eduardo Cunha, do PMDB, que podem, inclusive, levar a decisão para o segundo turno, a depender também do desempenho do terceiro colocado, Júlio Delgado (PSB). Além deles, Chico Alencar (PSOL) lançou candidatura de oposição.

O trâmite da maioria das proposições apreciadas no Congresso Nacional tem início na Câmara Federal, que ainda é responsável por autorizar a instauração de processo contra presidente da República, vice e ministros e pela eleição dos membros do Conselho da República, dentre outras funções. Se uma matéria tem início na Câmara dos Deputados, o Senado fará a sua revisão, e vice-versa, com exceção das matérias consideradas privativas de cada Casa.

Senado

Com total de 81 cadeiras, o Senado Federal empossará 27 senadores para a nova Legislatura. Isso porque a Casa se renova um terço numa eleição e dois terços nas eleição geral seguinte. Sendo assim, no pleito que ocorrerá em 2018, serão eleitos 57 senadores. Em 2014, o mais votado no Ceará foi Tasso Jereissati (PSDB), que já havia cumprido mandato no Senado e trabalhará ao lado de José Pimentel (PT) e Eunício Oliveiro (PMDB) durante metade do mandato.

Os 81 senadores vão receber os mesmos R$ 33,7 mil mensais dos deputados federais, acrescidos de R$ 31 mil da cota parlamentar, além de outros benefícios, como contratação de assessores, que é paga pelo Senado, e auxílio-moradia. A Casa vai eleger hoje a Mesa Diretora para os próximos quatro anos. O peemedebista Luiz Henrique já anunciou oficialmente sua candidatura, assim como o atual presidente, senador Renan Calheiros, que também é do PMDB.

O Senado Federal compartilha algumas funções com a Câmara Federal, como a votação e revisão de matérias, mas detém outras competências de caráter exclusivo, como processar e julgar presidente da República e vice-presidente, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), membros do Conselho de Justiça e do Conselho Nacional do Ministério Público, procurador-geral da República e advogado-geral da União.

Também figuram entre as competências dos senadores da República escolher ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) indicados pelo presidente da República, presidente e diretores do Banco Central, procurador-geral da República e outros cargos. O Senado ainda autoriza operações financeiras externas de interesse de municípios, estados e União.


Deputados se licenciam do cargo
Amanhã alguns deputados empossados já pedem licença à Assembleia Legislativa para continuar o trabalho à frente de secretarias do Governo do Estado. É o caso de Ivo Gomes (PROS), David Durand (PRB) e Osmar Baquit (PSD), secretários das Cidades, Esporte e Pesca, respectivamente. Eles abrem vaga no Legislativo para Leonardo Pinheiro (PSD), Professor Teodoro (PSD) e Fernando Hugo (SD).
Já Mirian Sobreira só se afasta da Casa para assumir a Secretaria de Políticas sobre Drogas depois que o governador Camilo Santana (PT) enviar a reforma administrativa para a Assembleia, criando a Pasta. Em seu lugar, assume a petista Rachel Marques, já que Dedé Teixeira, que é o suplente que ocuparia o lugar, também foi nomeado secretário de Governo.
Às vésperas de serem empossados deputados estaduais, nem todos os parlamentares já se acomodaram nos gabinetes da Assembleia Legislativa. De acordo com o primeiro secretário da Casa, Sérgio Aguiar (PROS), cerca de 95% das salas já foram entregues aos futuros ocupantes, faltando apenas os gabinetes destinados às lideranças de blocos e membros da Mesa Diretora. Ele pondera que ainda podem ocorrer mudanças.
Indefinição
Além da indefinição dos parlamentares a assumirem espaços na Casa, outra razão que atrasou a entrega dos gabinetes foi a reforma realizada no prédio. "Em todos eles (os gabinetes), mandamos fazer uma nova pintura, a revisão da instalação elétrica, a limpeza dos filtro de ar-condicionado, a revisão da instalação hidráulica", explicou Aguiar. Externamente, foram instaladas novas placas de identificação - a serem nomeadas - e um mural.
Na manhã de ontem, véspera da cerimônia de posse, a sala que pertencia ao deputado José Sarto (PROS), líder do Governo, ainda estava sendo reformada. Como o governador Camilo Santana (PT) ainda não indicou seu líder na Casa, está incerto quem usufruirá da sala, que é maior que os gabinetes regulares.
Servidores transferiam objetos do gabinete que era utilizado pelo deputado Professor Teodoro (PSD) para uma sala no outro lado do prédio. Tecnicamente, a sala pertence a membros da Mesa Diretora, mas era ocupada por Teodoro em razão de ele ter assumido o cargo no lugar de Moésio Loiola, que era líder do partido na Casa antes de deixar o cargo, e por questões de mobilidade. Ainda pode haver mudanças novamente, mas a sala deve ser utilizada por Danniel Oliveira (PMDB), que assumirá a segunda vice-presidência da Casa.
Com a definição dos membros da Mesa Diretora, o gabinete que pertencia ao deputado Dedé Teixeira (PT) - que foi convidado pelo governador Camilo Santana a assumir a Secretaria de Desenvolvimento Agrário - já foi entregue a Joaquim Noronha (PP), próximo quarto secretário da Casa Legislativa. Até a manhã de ontem, entretanto, o parlamentar ainda não havia levado os pertences para a sala.
Saiba mais
Sessões
Os 46 deputados estaduais devem participar de sessões ordinárias quatro vezes por semana, de terça à sexta-feira, na Assembleia Legislativa cearense.
Abertura
Amanhã será aberta a primeira sessão legislativa, quando o governador Camilo Santana vai ler a mensagem governamental, citando o plano de ações para o ano de 2015
Comissões
Além das vagas na Mesa Diretora, as direções das 18 comissões técnicas do Legislativo estadual também são alvos de disputa entre os parlamentares, principalmente as de maior visibilidade, como de Constituição e Justiça, Educação, Saúde e Cultura e Esportes

A lenda voltou! Spider joga Nick Diaz para escanteio, vence e cai no choro

A agonia de ficar longe do que mais ama durou 398 dias. Dúvidas e questionamentos não deixaram Anderson Silva em paz desde a fratura na perna esquerda na revanche contra Chris Weidman, em 28 de dezembro de 2013. Mas tudo isso se transformou em energia e força para o esperado retorno ao octógono. Os fãs de MMA aguardaram um bom tempo e agora podem desfrutar: a lenda está de volta. O Spider teve pela frente o americano Nick Diaz na noite deste sábado em Las Vegas (madrugada no Brasil), na luta principal do UFC 183, e cumpriu seu papel com êxito. Precisou de cinco rounds, é verdade, mas saiu com a vitória.
O brasileiro, que costuma tentar desestabilizar os adversários emocionalmente, experimentou o outro lado da moeda com Diaz e jogou as provocações e palhaçadas exageradas do rival para escanteio. Não teve medo de chutar com a recuperada perna esquerda e se sagrou vencedor por decisão unânime dos jurados (49 a 46, 50 a 45 e 50 a 45) após cinco rounds, em sua primeira luta a terminar na buzina final desde que bateu Demian Maia em 10 de abril de 2010. Na comemoração, o alívio, e Anderson caiu no choro, aos prantos. Foi o fim de um capítulo emocionante na história do maior nome das artes marciais mistas na atualidade.
Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Spider cai no chão e chora após ser anunciado vencedor em sua primeira luta pós-lesão (Foto: Getty Images)


- Eu não sei o que dizer. Obrigado, Deus, por me dar mais uma chance. Obrigado aos meus amigos e à minha família. Esse momento é muito importante para mim, para toda a minha família e para todos os brasileiros. Queria agradecer a todos vocês que estiveram aqui, a todos os brasileiros. Esse momento, para mim, é muito importante por conta de tudo o que sofri neste um ano. Achei que não ia voltar a lutar no começo. Queria agradecer ao Dr. Márcio Tannure, ao médico que me operou aqui, ao Dana White, ao Lorenzo Fertitta e a todo mundo que me apoiou até aqui - disse Anderson, emocionado, ao fim do duelo.

O futuro de Anderson Silva é uma incógnita. Com mais 14 lutas no contrato com o UFC, ele está com 39 anos e vive recebendo pedidos da família para que se aposente. Se depender do público, ele ainda lutará por muitos anos.

- Vou voltar para a minha família agora. Meu filho Kalyl pediu para eu parar de lutar. Então eu vou voltar para a minha casa para ficar com meus filhos e, não sei, talvez eu volte.
Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Anderson Silva venceu Nick Diaz por decisão unânime no UFC 183 (Foto: Getty Images)


A LUTA: DOMÍNIO DO SPIDER
O frio na barriga na hora da entrada de Anderson foi geral na MGM Grand Garden Arena, mesmo palco de quando ele quebrou a perna, 13 meses atrás. O suspense até que as luzes fossem ligadas, após a escuridão momentânea, contribuiu para o cenário. E ele caminhou aparentando a maior tranquilidade do mundo. Cantou sua clássica música "Ain't no sunshine" e cumprimentou todos da sua equipe. Subiu no octógono. Era chegado o momento, era para valer. Antes de começar, pediu proteção a Deus, apontando para o céu.
Bem ao seu estilo, Nick Diaz começou a falar e a fazer provocações a Anderson logo de cara. O americano tentou entrar na mente do Spider e até se jogou no chão. Foi para a grade e chamou o brasileiro, que ficou parado. Foi apenas uma prévia do que faria no decorrer da luta.
Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Nick Diaz deita e provoca Anderson Silva (Foto: Getty Images)

O ex-campeão soltou bons cruzados e acertou Diaz, que não esboçou reação. Nick jogou bons golpes. Anderson respondeu com chute baixo com a perna esquerda, aquela fraturada. E a torcida inteira passou a apoiá-lo. O brasileiro também fez as suas provocações. Ele encurralou Diaz e conectou bons jabs. Nick tentou um chute alto que pegou de raspão. A essa altura, o campeão dos pesos-meio-pesados, Jon Jones, e o desafiante número 1 dos pesos-penas, Conor McGregor, já estavam de pé na primeira fila. Jones, por sinal, praticamente trabalhou como instrutor de Anderson no combate, gritando dicas para Spider o tempo todo.
As provocações continuaram no segundo round, e a torcida brasileira passou a xingar Diaz com palavrões. Focado, Anderson não deu brecha para o azar. Nick jogou chutes baixos, e Anderson respondeu com um direto e outro chute com a perna esquerda. Diaz jogou boa combinação e por pouco não levou uma cotovelada no contra-ataque. Anderson conectou um chutaço na barriga; na sequência, botou a mão na cabeça do americano e levou três diretos, mas não sentiu.
PROVOCAÇÕES DE DIAZ NÃO SURTEM EFEITO
No terceiro assalto, Anderson deu um pisão no joelho de Nick Diaz e emendou outro chute baixo com a esquerda. Foi para cima e conectou joelhadas, mais golpes de boxe. Nick, com o rosto parcialmente ensanguentado, cuspiu o protetor bucal e sem ele ficou até o fim do round, sem que o árbitro John McCarthy percebesse. Sem ter resultado nas provocações, o americano foi perdendo cada vez mais espaço na luta, enquanto Anderson ia soltando o jogo.
Anderson Silva x Nick Diaz, UFC 183 (Foto: Getty Images)Nick Diaz vira de costas para o brasileiro durante o combate (Foto: Getty Images)

- Eu estava dizendo: "Vamos lá. Me bata, venha apanhar um pouco". Eu vou falar o que falo, fazer o que faço. Esse foi um grande show. Esse é Anderson Silva - explicou Nick Diaz, que foi elogiado por Anderson, apesar das palhaçadas.
- Nick é o melhor. Eu já estou aqui há muito tempo. É a primeira vez na minha vida que eu luto contra um cara mentalmente forte, que tem golpes e chutes potentes. Esse é um grande show para as pessoas. Ele é um bom show, eu também. Ele não é um cara mau. É apenas Nick Diaz.

Os dois se movimentaram muito no começo do quarto round, e Diaz acertou bela combinação de boxe. Com a guarda baixa, Anderson saiu de vários golpes do americano. Nick foi no chute baixo e levou prejuízo no contra-ataque. O chute alto passou raspando o rosto dele. Diaz voltou a provocar e fez polichinelo no octógono. O ritmo do combate diminuiu, e o público ensaiou algumas vaias. 

Diaz deu a cara para Anderson bater no início do quinto assalto, dançou e foi vaiado. Anderson foi para cima no boxe, mas ficou na defesa. O americano deu leve balançada em Anderson com um cruzado de esquerda e levou um chute alto na cabeça como resposta. Nick se animou, mas foi para trás com um jab potente. O Spider jogou joelhada voadora e chute alto rodado, ambos passando perto. Nos momentos finais do duelo, o brasileiro não deu brecha para uma surpresa de Nick e, ao soar do gongo, saiu comemorando. Ele sabia o que estava por vir: a vitória que consagrou seu retorno ao MMA após 13 meses longe de seu habitat natural.

31 de janeiro de 2015

Camilo diz que irá "cobrar caro" por prejuízos que Petrobras causar

Após fim do projeto da Refinaria, governador disse que cobrará "caro" da Petrobras por quaisquer prejuízos do Ceará. Governo investiu pelo menos R$ 657 mi em oito anos.

Três dias após a Petrobras anunciar descontinuidade da Refinaria Premium II, o governador Camilo Santana (PT) disse que irá “cobrar caro” por quaisquer prejuízos que o Ceará tiver com o fim do projeto. Ao todo, em oito anos, o Estado investiu mais de R$ 657 milhões em ações ligadas ao projeto. Dizendo “não abrir mão” do empreendimento, ele se reunirá nos próximos dias com a presidente Dilma Rousseff (PT) para tentar reverter suspensão definitiva do projeto. Já pedi audiência com a presidenta Dilma, porque se tem uma coisa que não vamos abrir mão é do compromisso dessa obra com o povo do Ceará. É claro que, qualquer prejuízo que a Petrobras der ao Ceará, nós vamos cobrar caro, caro, em relação a isso”, disse Camilo, durante posse da diretoria da Associação de Prefeitos do Ceará (Aprece). Questionado sobre o valor total dos prejuízos com o fim da obra, Camilo disse que quantitativo é “imensurável”. “Não dá para quantificar. Não é só o prejuízo de você adquirir um terreno ou uma estrutura. É o prejuízo de todo um investimento que vinha sendo feito pelo Estado”, ressaltou. 
Apesar do tom e de a Petrobras descartar a obra, Camilo ainda se diz “muito otimista” com a instalação da Refinaria. “Não é isso que eu quero: receber o dinheiro que investimos de volta. O que quero é que a Refinaria venha para o nosso Estado”.

“Surpreso”
Em discurso no evento da Aprece, Camilo se disse “surpreso” com o boletim anunciando o fim da obra. Ele pondera que, há poucas semanas, o Governo havia “injetado” cerca de R$ 300 milhões para serviços de terraplanagem no terreno destinado ao projeto. “Não faz sentido”. 
O governador disse ainda que, logo que soube do abandono da obra, pediu esclarecimentos à Petrobras. Ele também conversou, já na quarta-feira, com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloísio Mercadante, buscando continuidade do empreendimento.

Alternativas
Camilo Santana afirmou que deverá, na conversa com Dilma, avaliar alternativas para evitar o abandono total da obra. O governador, no entanto, evitou dar detalhes sobre como isso poderia ser feito. “Veríamos como continuar, seja com outros parceiros, seja dialogando com o governo. Mas ainda é muito cedo para dizer”, disse. 
Com obra iniciada em 2008, durante o governo Lula (PT), a Premium II estava prevista para ser instalada dentro da área do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), onde a área já se encontra cercada. 
De acordo com a Petrobras, decisão de encerrar o projeto se deu por conta dos resultados econômicos, má previsão de crescimento dos mercados, além da ausência parcerias para as refinarias.