25 de novembro de 2014

AL homenageia centenário de Murilo Rocha Aguiar em solenidade nesta terça

A Assembleia Legislativa realiza, nesta terça-feira (25/11), sessão solene em homenagem ao centenário de nascimento de Murilo Rocha Aguiar (in memorian), durante a qual será lançado o livro biográfico “Murilo Rocha Aguiar – 1914-2014 – Política a vida toda”, escrito pela jornalista Ângela Barros Leal. O evento atende a requerimento do deputado Sérgio Aguiar (Pros) e acontece no Plenário 13 de Maio, a partir das 19h.
Natural do município de Camocim, Murilo Rocha Aguiar iniciou sua carreira política após o ciclo histórico de Getúlio Vargas, filiando-se à União Democrática Nacional (UDN), cuja legenda o elegeu à Assembleia Constituinte de 1947.
A obra da jornalista Ângela Barros Leal, que descreve e contextualiza acontecimentos que pontuaram parcela significativa da história política do Ceará e do Brasil, apresenta imagens e textos da época em que Murilo Aguiar foi um dos mais importantes políticos do Ceará, e revela episódios de sua vida, ora amena, de proprietário rural atento aos rebanhos e aos cafezais, ora dramática e trágica, do parlamentar cassado pelo regime militar e alijado do que seria o coroamento de sua vida política - a presidência da Assembleia Legislativa do Ceará. 
Segundo Sérgio Aguiar, Murilo Aguiar, seu avô, ingressou na história como um verdadeiro herói político e, mesmo após a morte, deixou aceso o seu ideário de homem público.  
Na solenidade, serão homenageados, com a entrega de placas alusivas à data, Maria Zelma Aguiar Câmara; José Stélio Rocha Aguiar; Maria Nusia Rocha Aguiar; Maria Claudia Aguiar Neves; Murilo Rocha Aguiar Filho; Francisco de Paula Rocha Aguiar; e Antônio Alberto Rocha Aguiar - todos filhos de Murilo Rocha Aguiar.

INVESTIMENTO DE R$ 1,1 BI Camocim: alemã firma protocolo para estaleiro

Image-0-Artigo-1747894-1


A empresa alemã Nordic Yards assinou, ontem, um Protocolo de Intenções com a Prefeitura de Camocim para a instalação de um estaleiro de construção e reparo de navios no município. O investimento anunciado para o empreendimento é de 350 milhões de euros, o equivalente a aproximadamente R$ 1,1 bilhão, com a cotação de ontem, do euro, a R$ 3,14. Hoje, os empreendedores têm reunião no Palácio da Abolição e na Assembleia Legislativa, para tratar do projeto em nível estadual.
Image-1-Artigo-1747894-1No evento ocorrido em Camocim, foi descerrada uma placa comemorativa em alusão ao primeiro passo dado para a concretização do estaleiro, que foi a assinatura do protocolo. No documento, a empresa afirma que a operação da unidade fabril irá criar 2.500 empregos diretos e dez mil indiretos. Estiveram presentes os investidores, a prefeita de Camocim, Mônica Gomes Aguiar, o deputado Sérgio Aguiar, que vem mediando as negociações do estaleiro, e o presidente da Pentagonal - empresa que vem prestando serviço de consultoria aos investidores -, Aécio Gonçalves.
A Nordic Yards pleiteia junto à prefeitura de Camocim a isenção do IPTU (Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana) por 20 anos, do ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) na transmissão do bem adquirido, do ISS (Imposto sobre Serviços) na obra de construção civil, além da doação do terreno, da execução, por parte do município, da infraestrutura de terraplanagem, de acesso (incluindo ferroviário), apoio na formação de mão de obra, entre outros incentivos.
De acordo com o deputado Sérgio Aguiar, a Nordic Yards será a responsável por todo o investimento na construção do estaleiro. A empresa terá como sócia a russa JSC SSTC (Shipbulding & Shiprepair Technology Center), que elaborou o projeto básico da indústria naval e que agora fará o projeto executivo. Os russos anunciaram o interesse no empreendimento ainda em julho de 2013, e assinaram, em dezembro passado, em Brasília, um termo de compromisso com a Adece (Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará) e a Prefeitura de Camocim para a realização de estudos, com o objetivo de construir um estaleiro de grande porte no município. Desde então, buscavam um sócio disposto a entrar com os recursos financeiros para o desenvolvimento do projeto.
Reunião com Camilo
Hoje, às 11 horas, os investidores da Nordic Yards terão reunião com o governador eleito, Camilo Santana, e o governador em exercício, Zezinho Albuquerque. Mais tarde, às 14h, reúnem-se na Assembleia Legislativa.
"Falta ser oficializada a parceria com o Governo do Estado. No encontro com o governador, deverá ser demonstrada a intenção de que o negócio é irreversível", aponta Sérgio Aguiar.
Parceria
De acordo com ele, o Estado será parceiro na entrega do terreno aos investidores. A área reservada, de 94 hectares, onde antes se localizavam salinas, é de interesse público e ainda será objeto de desapropriação, para que seja doada. Na reunião, será discutida a assinatura de um Protocolo de Intenções com o governo estadual para a execução do empreendimento.
Construção naval
Um junho passado, o Diário do Nordeste informou, com exclusividade, o interesse da alemã em se associar aos russos no projeto de estaleiro em Camocim. A empresa possui duas indústrias na Europa, nas cidades alemãs de Wismar e Warnemünde.
Caso se concretize o novo projeto, o município cearense terá a terceira unidade do grupo, que deverá se chamar Nordic Yards Camocim.
O grupo é líder em alta tecnologia na construção naval especial e em áreas offshore, e na indústria, com cerca de 1.000 projetos de construção naval em 74 classes de produtos.

14 de novembro de 2014

Colocar etanol ajuda o motor prejudicado pela gasolina “batizada”?

Se seu motor é flex, a resposta está correta! De acordo com Henrique Pereira, membro do comitê técnico da SAE Brasil, a afirmação é mais que verdadeira e pode ser a recomendação de alguns mecânicos ao constatar resquícios de sujeira derivada do uso de combustível batizado no conjunto de peças do motor do automóvel.
Henrique enfatiza que o grande problema da gasolina e do etanol adulterados é que a queima dentro da câmera de combustão não é feita da forma adequada, deixando uma série de resíduos no reservatório e no sistema que formam depósitos. Com o tempo, toda essa sujeira começa a prejudicar o funcionamento do motor.
etanol“Por ser um excelente detergente, o etanol pode ajudar a limpar o sistema, principalmente válvulas e injetores”, diz o especialista, lembrando que a gasolina aditivada possui a mesma função e pode ser aplicada com o mesmo fundamento.
Mudança de comportamento
O engenheiro mecânico também salienta que mesmo a gasolina comum de procedência confiável costuma deixar uma borra. “A gasolina sempre deixa um detrito no sistema que o etanol consegue limpar.” Por isso, Pereira recomenda aos proprietários de carros bicombustíveis que costumam abastecer sempre com gasolina optar pelo derivado da cana-de-açúcar (ou gasolina aditivada) com alguma frequência. Uma vez por mês, por exemplo, pode ser o ideal.

Empresas investigadas têm contratos bilionários com a Petrobras

Coletiva de imprensa na sede da Polícia Federal explica a sétima fase da Operação Lava Jato (Foto: Adriana Justi/G1)Apenas com a Petrobras, empresas têm contratos que somam R$ 59 bi.
A Lava Jato  foi desencadeada em março deste ano e revelou um esquema bilionário de lavagem de dinheiro. Ao todo, devem ser cumpridos 85 mandados em cidades do Paraná, 
Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal do Paraná, responsável pelas investigações. Já haviam sido presos o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto da Costa e o doleiro Alberto Youssef, acusado de comandar o esquema. Costa cumpre a prisão em domicílio no Rio de Janeiro e o doleiro está preso na sede da PF, em Curitiba."Nós trabalhamos desde o começo com foco específico na atuação de doleiros, no processo de movimentação financeira de dinheiro de recursos de origem ilícita focado nos doleiros e na lavagem desses ativos. A investigação vem avançando e completa na segunda-feira (17) oito meses. A fase desta sexta-feira tem o objetivo de buscar mais elementos de algumas empresas envolvidas, empresas para as quais os elementos de provas colhidos até agora são bem robustos", acrescentou Igor de Paula.
Até as 11h, foram cumpridos 49 mandados de busca e apreensão – em residências e escritórios de advocacia – quatro de prisão preventiva, 14 de prisões temporárias e seis de condução coercitivas.
Nesta fase, 27 pessoas devem ser presas, segundo a PF. Entre as prisões já realizadas está a do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. Indicado pelo PT para o cargo de alto escalão, ele foi preso em sua residência, no Rio de Janeiro, e conduzido para a superintendência local da PF. Há ainda as prisões de funcionários de, ao menos, nove empresas: Camargo Corrêa, Odebrecht, OAS, UPC, Engevix, Iesa, Queiroz Galvão, Galvão Engenharia e Mendes Júnior. Todos devem ser encaminhados para a Polícia Federal em Curitiba.
As prisões foram direcionadas aos executivos das empreiteiras, que participaram dos contratos. “As pessoas investigadas tinham o hábito de dormir em hotéis, em outros apartamentos. Eles tinham a intenção de ficar fora de casa, temendo que essa a operação fosse realizada”, disse Igor de Paula. Conforme o delegado, houve também a prisão de alguns agentes secundários, suspeitos de envolvimento no transporte de valores para doleiros e no processo de lavagem de ativos.
Em Curitiba, são dois mandados de busca e apreensão e um de prisão prisão preventiva, direcionado a um empresário de uma das empresas investigadas. Os mandados de busca foram cumpridos, já o de prisão está em aberto porque o empresário não foi localizado. A polícia não divulgou o nome deste empresário e nem qual seria o envolvimento dele nos esquemas investigados pela Lava Jato.
A ação conta com 300 policiais federais, com apoio de 50 servidores da Receita Federal. A Lava Jato também desbaratou crimes de evasão de divisas e pagamento de propinas que operava inclusive dentro da Petrobras.
Na última terça-feira (12), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que, ao menos, nove pessoas já concordaram em colaborar com as investigações da Operação Lava Jato com a delação premiada. Além disso, outras já se interessaram em apontar nomes de envolvidos e fatos relacionados ao suposto esquema de pagamento de propina a políticos a partir de contratos da Petrobras, foco da investigação.

12 de novembro de 2014

IRREGULARIDADES EM ESTATAL Fraudes podem chegar a R$ 3 bi

Brasília. O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Augusto Nardes, disse ontem que as irregularidades encontradas até agora em obras da Petrobras somam R$ 3 bilhões. O valor inclui o prejuízo apurado na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e em empreendimentoscomo o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e as refinarias Abreu e Lima; em Pernambuco; Duque de Caxias (Reduc), no Rio de Janeiro; e Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná.
Image-0-Artigo-1739609-1De acordo com Nardes, o caso Petrobras é "o maior escândalo da história do TCU", devido aos vultosos valores envolvidos. Em meio à crise, o presidente da Corte tenta destravar a fiscalização de obras da Petrobras que está dificultada por causa de 19 liminares concedidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
Há duas semanas, Nardes se reuniu com o presidente do Supremo, ministro Ricardo Lewandowski, e pediu agilidade no julgamento desses casos, que discutem o cumprimento da Lei de Licitações pela petroleira.
O ponto central da discussão é o Decreto 2745 de 1998, que permite à Petrobras fazer contratações pela modalidade de convite, sem obedecer aos critérios da Lei. Em vários processos, o TCU multou a estatal por não seguir normas previstas na legislação. A Petrobras recorreu ao Supremo, que suspendeu a aplicação das multas pela Corte de Contas.
Segundo Nardes, Lewandowski se comprometeu a pautar a discussão sobre as liminares envolvendo a Petrobras em breve. Além da conversa com o presidente do STF, Nardes também já falou sobre o assunto com Gilmar Mendes, ministro do Supremo, que também manifestou intenção de julgar os processos.
As declarações do presidente do TCU foram dadas em almoço com a imprensa ontem.

REFIS Estado dispensa multas e juros de IPVA e ICMS

Começou a tramitar ontem, na Assembleia Legislativa, mensagem do Poder Executivo que autoriza uma nova realização do programa de recuperação fiscal (Refis), facilitando aos contribuintes inadimplentes o pagamento de tributos estaduais. Conforme a proposta, pessoas físicas e jurídicas ficam dispensadas do pagamento de juros e multa relativos a débitos com o ICMS, IPVA e ITCD.
O ex-secretário da Fazenda Mauro Filho (PROS) criticou a realização de um novo Refis, tendo em vista que a mesma medida foi tomada no ano passado. "O Estado já tinha acabado com essa história de fazer todo ano essa estrutura de refinanciamento", afirmou o parlamentar, que comandou a pasta durante sete anos da gestão de Cid Gomes (PROS).
Image-0-Artigo-1739389-1Mauro ponderou, entretanto, que o atual titular da pasta, João Marcos Maia, pode ter tomado a iniciativa de realizar um novo Refis, neste ano tendo como objetivo reforçar a arrecadação do Estado no final da gestão ou então aproveitar o momento em que a União também lançou seu programa de recuperação fiscal.
"Eu vejo isso muito mais como uma oportunidade para acompanhar o que a União acaba de fazer, abrindo (um Refis) agora em julho de 2014, e consequentemente fazer esse reforço de caixa no final do ano", apontou. Ainda assim, ele destacou que, se realizado todos os anos, o Refis acaba por recompensar contribuintes inadimplentes sobre aqueles que se esforçaram para pagar os tributos em dia.
"Eu acredito que isso não deva mais existir aqui no Estado. Até porque, apesar de compreender que tem pessoas que entraram em dificuldades e não recolheram o seu tributo, tem muita gente que pagou adequadamente, que fez um esforço extraordinário para manter o pagamento do ICMS em dia e aí, acaba, para alguns, tendo essa oportunidade", lamentou o parlamentar.
Abrangência
Pelo texto do projeto, "as pessoas físicas ou jurídicas, contribuintes ou não do ICMS, IPVA e ITCD, ficam dispensadas do pagamento dos juros e multas relativos aos créditos tributários respectivos, inscritos ou não em Dívida Ativa do Estado, ajuizadas ou não, parceladas ou não, inclusive aqueles com exigibilidade suspensa, decorrentes de fatos geradores ocorridos até 31 de julho de 2014, desde que realizado o pagamento do principal e os acréscimos, quando for o caso, em moeda corrente, com a observância dos seguintes critérios".
Os critérios citados são relacionados ao pagamento de uma só vez ou em parcelas que poderão chegar até a 45 meses.
Para o deputado Roberto Mesquita (PV),Segundo ele, a mensagem do Governo que modifica o chamado Programa de Recuperação Fiscal (Refis) é um ato que ocorre no Brasil por dois motivos: um seria dar condição às pessoas de voltarem a ser produtores de bens e serviços, sendo aquele que em determinado momento teve dificuldades de pagar em dia suas dívidas, e por isso ficou devendo ao Estado.
"É bom que se der oportunidade às pessoas para que elas tenham condições de fazer seus pagamentos", defendeu Mesquita, afirmando ainda que muitas gerações sofreram com os planos econômicos, como nos governos Collor e Sarney. "Algumas empresas geravam muitas unidades de trabalho e agora nem existem mais. Nós temos uma moeda forte, mas praticamos juros exorbitantes, como se nossa moeda ainda fosse fraca", disse.
Agente penitenciário
Ontem também começaram a tramitar outras três mensagens do Poder Executivo, entre as quais um projeto de lei que autoriza o Estado a pedir o empréstimo de R$ 127,3 milhões ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para o financiamento da segunda etapa da ampliação do Porto do Pecém. Conforme a justificativa do Governo, a ideia é ampliar a capacidade de movimentação de cargas no porto.
Outra proposta enviada à Casa trata da criação 466 de agentes penitenciários para lotação na Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus). A finalidade da lei, de acordo com a explicação do Governo, é adequar o número de cargos de agente penitenciário para que se possa melhorar o atendimento à demanda de serviços públicos a serem executados no âmbito da Sejus.
Começou a tramitar ainda uma proposta para corrigir a pontuação mínima a ser atingida por alunos do 2º ano do ensino médio na média geral do Enem para ganharem um computador do Estado. No novo texto, serão premiados apenas os alunos que conseguirem pontuação igual ou superior a 520 pontos ou que alcançarem as médias de proficiência adequadas nas provas de Português e Matemática. A matéria tem caráter retroativo a 7 de abril deste ano.
Um projeto de autoria de Fernanda Pessoa (PR), que propõe os estabelecimentos de medidas de prevenção e combate à violência contra profissionais do ensino no Estado do Ceará também iniciou a tramitação na manhã de ontem. Entre as medidas, a parlamentar sugere a realização de campanhas educativas, de abrangência estadual.

11 de novembro de 2014

Polícia Civil apreende mais de 2 toneladas de maconha avaliadas em R$ 3 milhões



Essa foi a maior apreensão de drogas realizada pela Polícia Civil no Ceará, nos últimos anos. Carga vinha de Uberlândia e foi encontrada em uma transportadora, no Dias Macedo


A Polícia Civil realizou, no último domingo, 9, sua maior apreensão de drogas no Ceará dos últimos anos, conforme informações do delegado-geral Andrade Júnior. Ao todo, foram recolhidas mais de duas toneladas de maconha vindas de Uberlândia (MG), sendo descarregas na sede da transportadora Vital, no Bairro Dias Macedo. Três pessoas foram presas, dentre elas o dono do local. Carregamento está avaliado em R$ 3 milhões.

Os policiais da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), em parceria com uma equipe da Divisão Antissequestro (DAS), chegaram ao local no momento em que a droga era descarregada na transportadora, localizada na rua José Messias Matos. O cearense Antônio Ferreira Gomes da Silva, 66, dono transportadora, foi preso em flagrante com o motorista Eduardo Dalvan Segato, 34, natural de São Paulo, e o assistente Rubens Moreira da Silva, 45, natural de Ituitaba.
http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2014/11/10/noticiafortaleza,3345641/policia-realiza-maior-apreensao-de-drogas-do-ceara-nos-ultimos-anos.shtml

7 de novembro de 2014

COMPENSAÇÃO Após sistema cair, Caixa abrirá 1h mais cedo hoje

São Paulo. A Caixa Econômica Federal informou que suas agências irão abrir nesta sexta-feira (7) uma hora antes do previsto. A abertura antecipada ocorrerá em função da pane que atingiu o sistema do banco ontem, deixando os canais da instituição indisponíveis durante boa parte do dia em todo País.
Image-0-Artigo-1736663-1Os horários de abertura das agências variam de cidade para cidade. Em nota, a Caixa afirmou que seus clientes não serão prejudicados, mas não detalhou de que forma isso será feito. A assessoria de imprensa do órgão afirmou que os clientes terão seus problemas analisados caso a caso nas agências.
Fora do ar
Postos de autoatendimento, serviços de guichê nas agências e nas lotéricas ficaram indisponíveis desde a manhã até o tarde desta quinta. A Caixa não informou a causa do problema, ocorreu aos poucos, em determinadas regiões. Serviços pela internet, telefone, débito ou crédito não ficaram indisponíveis.
A contadora Sônia Regina, 54, foi uma das clientes do banco que não pôde realizar nenhuma operação. "Desde ontem (quarta-feira, 5), 20h, não conseguia mais sacar ou retirar dinheiro e ainda tive um cartão dado como bloqueado no restaurante", contou, acrescentando que chegou a ligar para o banco para saber o motivo da falta de serviço, mas o gerente não se encontrava e nenhum outro funcionário soube dizer o porquê.
Benefícios
A pane ocorre na semana de pagamento de grande parte dos salários e de benefícios do governo. É nesta quinta, por exemplo, que recebem os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que ganham um benefício previdenciário com valor acima de um salário mínimo e cujo cartão de pagamento tem final 4 ou 9.
No caso de benefícios abaixo de um salário mínimo, parte já recebeu o pagamento na última semana de outubro. O Bolsa Família já foi pago.

A PARTIR DE HOJE Preço da gasolina tem alta de 3% e do diesel 5%

São Paulo/Rio. A Petrobras informou que irá reajustar a gasolina em 3% e o diesel em 5% nas refinarias a partir de hoje. O anúncio foi feito ontem, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Este é o primeiro aumento desde 29 de novembro de 2013.
GasolinaA Petrobras havia recebido na última terça-feira (4) o aval do ministro da Fazenda, Guido Mantega, presidente do conselho de administração da empresa, para reajustar os combustíveis. Na ocasião, o ministro havia pedido à empresa não divulgasse o anúncio no dia, segundo a reportagem apurou.
A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, fez uma apresentação ao grupo, em Brasília, em que mostrava projeções com o percentual de 8% de reajuste. O esperado, contudo, era que o aumento para a gasolina ficasse em torno de 5%.
Repasse
De acordo com o assessor técnico do Sindicato dos Proprietários de Postos de Combustíveis do Ceará (Sindipostos-CE), Antônio José Costa, o reajuste promovido pela Petrobras nas refinarias pode chegar ao bolso do consumidor a qualquer momento. "É muito imprevisível. Como o mercado é livre, fica a critério de cada um repassar logo esse aumento ou não. Pode ocorrer hoje ou daqui a meses", ressalta.
Antonio José afirma também que ainda não é possível dizer se o reajuste promovido pela Petrobras é suficiente para compensar o preço reprimido da gasolina no mercado, que vinha sendo controlado pelo governo como forma de combate à inflação. "Quem vai ter que dizer isso é a própria Petrobras", pontua.
Negociação
Pelo estatuto da Petrobras, a decisão pelo reajuste dos combustíveis é da diretoria-executiva da empresa, liderada pela presidente Maria das Graças Foster. Na prática, porém, a alta é negociado junto ao governo, uma vez que a concessão traz impactos inflacionários, e depois a proposta é apresentada aos conselheiros. A União controla a Petrobras e, nessa condição, nomeia sete dos dez conselheiros.
Como depende do aval do governo federal para aumentar valores, a Petrobras não reajusta imediatamente os combustíveis conforme as oscilações do mercado internacional. Por conta dessa política, as perdas da empresa nos últimos quatro anos são calculadas em aproximadamente R$ 60 bilhões, de acordo com a corretora Gradual.
Neste ano, os combustíveis permaneceram a maior parte do tempo com preço abaixo da cotação internacional, chegando, em alguns casos, a uma defasagem de 20%. Com a queda no preço mundial do petróleo, da faixa de US$ 100 para US$ 85 o barril, no último mês, a perda diária da Petrobras praticamente deixou de existir.
Até a semana passada, último dado disponível, a gasolina estava 1% mais cara no Brasil do que no exterior. O diesel, por sua vez, tinha defasagem de 4,5%.
Apesar da menor defasagem, analistas dizem que o reajuste é necessário para recompor parte das perdas de caixa dos últimos anos, já que a dívida líquida da empresa subiu 237% nos últimos cinco anos, de R$ 71,5 bilhões para R$ 241,3 bilhões.
Diesel puxa etanol
O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, presidente do conselho deliberativo da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), afirmou ontem que o reajuste de 3% da gasolina nas refinarias não deve melhorar a margem do etanol, mas o repasse da alta de 5% no valor do diesel acabará ampliando os custos do setor. O diesel é o combustível mais utilizado em tratores e caminhões na produção e transporte, tanto da cana quanto do etanol por parte das usinas.
"O aumento diesel é mais custo para o nível de rentabilidade do etanol e essa alta não beneficia nada", disse Rodrigues, salientando que a principal demanda do setor no curto prazo é o retorno da cobrança da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre a gasolina. "O que tem de funcional para nós é a Cide e espero que ressurja com o tempo", complementa o ex-ministro.
Opinião do especialista
Impacto pequeno para a inflação neste ano
Este ano, o impacto inflacionário vai ser pequeno, mas existe um risco muito grande de nós não atingirmos a meta da inflação. Agora, claro, não dá para colocar a culpa na gasolina. Ela foi, sem trocadilhos, apenas a gota d'água.
O aumento é algo que tem de acontecer, pois a Petrobras possui sócios da iniciativa privada e ela sozinha não pode pagar as contas do governo federal. Tudo isso mostra o quanto o risco inflacionário é relevante e que temos uma inflação represada principalmente nos preços administrados. Estamos vendo combustível, mas a energia também beira um reajuste muito significativo.
Em outros ocasiões, inclusive, já mencionei o quanto os preços livres - aqueles sem o controle do governo - estão em alta e, agora, não tem mais como segurar os administrados.
A única forma de conseguirmos ficar dentro da meta da inflação este ano é se o ritmo da economia baixar e setores como a energia não serem pressionados.

6 de novembro de 2014

Primeiro Outlet do Ceará abre as portas em Caucaia

10801811_925266270836069_6194219478082887340_n
O primeiro outlet do Ceará, localizado no município de Caucaia, já está em funcionamento. O OFF Outlet Fashion Fortaleza é um modelo de outlet center no qual grandes marcas nacionais e internacionais comercializam seus produtos e praticam descontos que variam de 30% a 80% durante todo o ano. Entre as marcas que já aderiram ao empreendimento estão Calvin Klein, Nike, Lacoste, Le Lis Blanc, M.Martan, New Balance, Kippling, Play Size, Bunny’s, NK30, Capodarte, Carmen Steffens, Polo Usa, Size8, Maresia, Handara, TNG, Polo Wear, Brasolin, Meia Sola, Planet Girls, Artex, Chilli Beans, AD Fashion, Polishop, Marília Marques, Buckman e Sawary.
Durante a inauguração, o governador Cid Gomes (Pros) parabenizou aos idealizadores pela estrutura que, “parece coisa de Miami”. “Esse empreendimento tem que ser comemorado por nós cearenses e, de modo especial, por todos de Caucaia”, disse o Governador.
Com 20 mil m² de ABL (área bruta locável), o empreendimento contará com praça de alimentação climatizada e 1.300 vagas de estacionamento gratuitas. O OFF Outlet irá funcionar de segunda à sábado, das 9h às 21h, e aos domingos e feriados, das 11h às 19h.
Com investimento total de R$ 80 milhões, o OFF Outlet Fashion Fortaleza foi desenvolvido pelo Grupo Varicred Empreendimentos e Participações Ltda. e será administrado pela Lumine Soluções em Shopping Centers. Segundo Sílvia Alencar, diretora de Marketing da Lumine, a expectativa é que quatro milhões de visitantes passem por ano pelo local. “A implantação do OFF Outlet em Caucaia contribui para o desenvolvimento e infraestrutura urbana da região, proporcionando geração empregos e qualificação de mão de obra na cidade”, diz.
A implantação do empreendimento na cidade de Caucaia faz parte do projeto da Varicred do Nordeste, que é a empresa responsável e desenvolvedora da Cidade do Atacado, um empreendimento com 1.400.000 m² de área total, idealizado para ser o maior polo atacadista da América Latina.
A instalação do OFF Outlet na cidade, certamente trará um novo impulso à região além da valorização imobiliária e aumento na arrecadação de impostos. A economia do Ceará é uma das mais diversificadas da região nordestina, além do Estado atrair turistas do Brasil e de outros países durante todo o ano. “O Ceará tem sido um ótimo lugar para investir e a nossa vontade é a de oferecer aos moradores da região e visitantes um centro de compras diferenciado, com marcas de qualidade a preços acessíveis”, afirma Marcelo Sallum, sócio-proprietário da Lumine.
O OFF Outlet Fashion Fortaleza está localizado entre as rodovias BR-020, BR- 222 e o 4º Anel Viário. O empreendimento, que será o primeiro em operação no Brasil localizado mais próximo de uma capital, entrará na rota turística do Ceará.

Camocim conta com uma nova ambulância

Prefeita Monica entrega nova ambulância adquirida em parceria com Governo do Estado

Na tarde desta terça-feira (4/11), a Prefeita Monica Aguiar entregou ao Secretário Municipal da Saúde Nilson Martins uma nova ambulância adquirida em parceria com o Governo do Estado. O veículo modelo Montana adaptado aumentará a frota que presta serviços de assistência de saúde a população camocinense. Dessa forma a administração busca modernizar e dar mais conforto aos cidadãos.


Publicado em: http://camocim.ce.gov.br/2320/#ixzz3II7xEE7B

5 de novembro de 2014

VESTIBULAR Enem: nota final não considera apenas número de erros e acertos em cada prova

Com muitas fórmulas de matemática, elementos químicos e regras gramaticais para estudar para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014, nem sempre os candidatos se interessam em saber como é feita a correção das provas objetivas e da redação.

Para a prova objetiva, a correção usa a metodologia da Teoria de Resposta ao Item(TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item. Assim, uma questão que grande parte dos candidatos acertou será considerada fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar um item com alto índice de erros ganhará mais pontos.
Dessa forma, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Um candidato que acerta o mesmo número de questões que outro não terá necessariamente a mesma pontuação. O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando todos esses aspectos forem avaliados.
ProvaA correção da redação é mais simples e passou por mudanças no ano passado, já que na prova de 2012 um candidato obteve a nota máxima na redação, mesmo com a inserção de um trecho de receita de macarrão instantâneo no texto. O Ministério da Educação (MEC) definiu que se forem inseridos trechos indevidos, o candidato será eliminado.
A redação
A redação é avaliada por dois corretores, sem que um saiba a nota atribuída pelo outro. No texto, são consideradas cinco competências: domínio da norma culta da língua portuguesa, compreensão e desenvolvimento do tema usando várias áreas do conhecimento; defesa de um ponto de vista; argumentos e proposta de intervenção para o problema e respeito aos direitos humanos, segundo o Guia de Redação para o Enem.
O corretor deverá atribuir nota de 0 a 200 para cada uma das competências. A soma (da pontuação de cada competência) vai resultar na nota total, que pode chegar a 1.000 pontos. A nota final do candidato será a média aritmética das notas totais concedidas pelos dois avaliadores.
Se entre as notas totais dos dois corretores houver diferença superior a 100 pontos ou de mais de 80 pontos em qualquer uma das cinco competências, a redação segue para um terceiro avaliador. Nesse caso, a nota final será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem. No caso de a discrepância continuar depois da terceira avaliação, a redação será corrigida por uma banca com três professores, que vai dar a nota final.
A diferença de 100 pontos que leva a correção do texto para um terceiro avaliador é uma das mudanças que passaram a vigorar no ano passado. Antes, a diferença era 200 pontos.
Desde o Enem de 2012, o estudante pode ter acesso ao texto da redação corrigido para fins pedagógicos, ou seja, apenas para ver como foi a correção por competência. Assim, o candidato não pode questionar a correção e pedir a revisão da nota, de acordo com o edital do exame.
A redação deve ser um texto argumentativo e dissertativo de, no máximo, 30 linhas. Ao escrever o texto, o candidato precisa defender uma opinião sobre o tema apoiada em argumentos consistentes e, por fim, elaborar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado.
As provas do Enem serão aplicadas nos dias 8 e 9 de novembro. O exame tem 8,7 milhões de inscritos.

Cid leva a Dilma proposta de criar bloco para neutralizar PMDB

Governador saiu da reunião com Dilma afirmando que vai trabalhar pela formação de um bloco ou de um novo partido que diminua pressão do maior aliado do governo federal. “Muitas vezes beira até a chantagem”, disse Cid O governador Cid Gomes (Pros) levou ontem à presidente Dilma Rousseff (PT) a proposta de criação de um partido ou bloco partidário à esquerda, que permita ao Governo Federal diminuir a dependência do PMDB. A iniciativa surge no momento em que o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), trabalha para formar “blocão” para tentar se eleger presidente da Casa, contrariando o PT. 
Acompanhado do governador eleito Camilo Santana (PT), Cid conversou com Dilma, em Brasília. A ideia seria concretizada com a fusão em uma nova legenda de siglas como Pros, PCdoB e PDT, ou com aliança desses e de outros partidos para compensar a força do PMDB.

“Isso ajuda na governabilidade e reduz aí o espaço da pressão que muitas vezes beira até a chantagem”, disse Cid, ao sair da reunião no Palácio do Planalto. Ele não falou a opinião de Dilma sobre a proposta.

O governador afirmou que a nova legenda poderia agregar inclusive parlamentares de seu partido anterior, o PSB, e do Psol (que, no Ceará, é oposição a Cid). “Eu penso que há pessoas insatisfeitas neste arco de esquerda, acho que há gente insatisfeita no PSB. Até no Psol”.
 
Dificuldades para Dilma
Segundo Cid, Dilma enfrentará dificuldades no segundo mandato e poderá sofrer represália de aliados por causa da última eleição.

“Penso que o governo dela tem em 2015 um ano de muita contenção de despesas, de ajuste fiscal muito forte. Acho que nesses dois meses ela vai passar por grandes dificuldades por conta de sentimentos raivosos, de vendeta, que atribuem a ela insucessos eleitorais, injustamente. Quero ajudá-la nisso, para reduzir um pouco as estratégias dos que querem prejudicá-la, prejudicar o País, prejudicar o governo”.
 
Pedido de “calma”
O ministro Ricardo Berzoini (Relações Institucionais) pediu ontem “calma” a líderes aliados na discussão sobre a presidência da Câmara. A eleição é em fevereiro.

O Planalto está preocupado com a movimentação do líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ). Ele já costurou apoio de sua bancada e ofereceu ontem almoço reeditando o chamado “blocão” da Câmara para consolidar sua candidatura. O “blocão” reúne partidos como PR, PSC, PTB e Solidariedade, que no início do ano impuseram derrotas ao Planalto na Casa.

O PT pretende lançar candidato contra Cunha, mas também pode apoiar nome de outra sigla para tentar diminuir tensão com o PMDB. Em reunião recente da cúpula petista, um líder teria defendido que “qualquer deputado” seria melhor que Cunha.

SEGUNDO O DIEESE 13º injetará R$ 3,8 bi na economia do Estado

Fortaleza/São Paulo. O pagamento do 13º salário deve injetar, neste ano, um valor bastante significativo na economia do Ceará. Isso porque, de acordo com estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), cerca de R$ 3,8 bilhões serão pagos por empresas públicas e privadas no Estado - 17% a mais do que em 2013. Ao todo, mais de 2,9 milhões de cearenses receberão o benefício em 2014.
Image-0-Artigo-1734973-1No País, o valor relativo ao 13º salário a ser pago este ano alcançará R$ 158 bilhões, montante superior em 10,1%, aos R$ 143 bilhões do ano passado. A soma inclui antecipações ao longo do ano e beneficiará aproximadamente 84,7 milhões de trabalhadores, 2,9% acima do registrado em 2013. O acréscimo médio aos ganhos de cada trabalhador, aposentado ou pensionista é de R$ 1.774 mil.
Os cálculos divulgados ontem, pelo Dieese, são baseadas na coleta de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Também contribuíram para a projeção o Ministério da Previdência e Assistência Social (Mpas) e a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).
Impacto no PIB
De acordo com o Dieese, para projeção do montante, equivalente a 3% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma das riquezas geradas no país, foram usados valores recebidos pelos beneficiários do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), aposentados e pensionistas pelo regime próprio da União, dos estados e, pela primeira vez, dos municípios.
Além disso, no caso dos assalariados, as correções tiveram como base a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Na conta, porém, não entram informações sobre os ganhos do mercado informal e dos trabalhadores autônomos.
Na justificativa técnica, o Dieese observa que o impacto total na economia acaba sendo diluído por causa dos pagamentos antecipados. Salienta que "a maior parte do valor referente ao 13º é paga no fim do ano".
Ainda de acordo com o Dieese, mais de um terço dos beneficiários do 13º salário (32,7 milhões) são aposentados ou pensionistas. Eles recebem 29,3% do total pago (R$ 46,2 bilhões). Aposentados e pensionistas da União recebem 4,8% (7,6 bilhões). Nos estados e municípios, o valor atinge, respectivamente, R$ 6,1 bilhões (4,8%) e R$ 1,34 bilhão (0,8%).
Formais
Os empregos formais, por sua vez, alcançam 52 milhões de pessoas (61,4%), movimentando R$ 111,4 bilhões. "Entre estes, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 2,122 milhões, equivalendo a 2,5% do conjunto de beneficiários do abono natalino. Além desses, em torno de 975 mil pessoas (ou 1,2% do total) referem-se aos aposentados e beneficiários de pensão da União (Regime Próprio)", informam os técnicos do Departamento.
De acordo com o Dieese, 2,39 milhões de pessoas receberão o adicional por conta de aposentadoria ou pensão deste ano, do ingresso no mercado de trabalho ou ainda da formalização.
OPINIÃO DO ESPECIALISTA
Recursos devem ser destinados ao consumo
O Ceará tem uma participação de 2,47% no montante que será pago com o 13º salário neste ano, com um ganho médio de R$ 1.237,33, por beneficiário.
Trata-se de um acréscimo que poderia ser maior, caso o nível de rendimento do cearense não fosse tão baixo. Mesmo assim, é uma injeção importante na economia do Estado, já que tais recursos devem ser aplicados, basicamente, no consumo, posto que o mercado está aquecido e os cearenses não têm enfrentado grandes problemas com a inadimplência. As compras de fim de ano, por exemplo, são feitas praticamente apenas com os recursos do 13º salário.
É importante frisar, porém, que esses recursos não entram todos de uma vez na economia local, tendo em vista que muitas empresas antecipam parte do pagamento. Do total que será pago, o Dieese calcula que 70% será injetado neste fim de ano.
Alguns consumidores também devem guardar parte do benefício para se prepararem para os gastos do início de 2015, tais como o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e material escolar.

4 de novembro de 2014

ENEM Especialista dá dicas de preparação para o teste

Faltam apenas cinco dias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 e, no Ceará, 570.697 candidatos devem fazer o teste, sendo o quinto maior número no Brasil. As provas estão marcados para os dias 8 e 9 de novembro, no entanto, a preparação dos candidatos começa bem antes disso. Nos últimos dias antes do exame, as recomendações vão desde verificar o cartão de confirmação da inscrição a calcular o tempo de trajeto até o local de prova.
Image-0-Artigo-1733969-1Neste sábado (8), primeiro dia de exame, os candidatos serão avaliados nas áreas de Ciências Humanas e suas tecnologias, e Ciências da Natureza e suas tecnologias. A prova terá duração de 4h30 e 90 questões. No domingo, o teste abordará Linguagens, Códigos e suas tecnologias; Redação; e Matemática e suas tecnologias, totalizando mais 90 perguntas. Os inscritos terão 5h30 para resolver todas as questões. No Ceará, as provas começam às 12h (13h no horário de Brasília).
Em relação ao ano passado, o Estado registrou aumento de aproximadamente 15% na quantidade de inscrições para o Enem 2014. Além dos concludentes do colegial e outros pretendentes às vagas na universidade, também participarão da prova 107.600 alunos cearenses dos 1º e 2º anos do Ensino Médio.
Dentre as recomendações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para os últimos dias antes do exame, conferir o cartão de confirmação da inscrição é a dica mais importante. O documento, que precisa ser apresentado no momento do teste, deve conter número de inscrição; data, hora e local de prova; indicação do atendimento especializado ou específico do candidato; opção de língua estrangeira; e solicitação da certificação de ensino médio (se for o caso). Os participantes poderão consultar e imprimir o cartão no site do Inep, informando CPF e senha.
Documento original com foto, caneta esferográfica de tinta preta fabricada com material transparente e alimentos para consumir durante a prova são outros itens indispensáveis no dia do Enem. Não é permitido utilizar lápis, lapiseiras ou canetas de material não transparente, além de livros, manuais, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos ao longo do teste. Usar óculos escuros e artigos de papelaria também está fora de cogitação.
Recomendações
Ademar Celedônio, diretor de ensino do Colégio Ari de Sá e do Sistema Ari de Sá, divide as etapas de preparação no Enem em três partes. Na semana anterior aos testes, ele aconselha respeitar os limites pessoais, não cometendo exageros ou estimulando o cansaço físico, mental ou emocional. Além disso, ressalta ser interessante a visita ao local da prova. "É um fator que ajuda a evitar a ansiedade e permite calcular os melhores trajetos para evitar atrasos", avisa.
Na véspera da prova, a orientação é alimentar-se de forma adequada e dormir cedo. Já no dia do exame, Celedônio lembra que é importante sair de casa com muita antecedência. "Nesse mesmo dia, teremos uma etapa do Ironman, que irá interditar muitas vias de Fortaleza. Sugerimos que as pessoas que vão fazer Enem nessa área saia com pelo menos duas horas de antecedência para não ter problemas", diz.
"Na semana da véspera, o aluno não deve tentar aprender nada novo, pois se tiver dificuldade em entender, vai se sentir inseguro. Mas pode fazer revisão dos assuntos que tem mais familiaridade, inclusive pelo hotsite do Diário do Nordeste no Enem", afirma Celedônio.
Ele se refere ao projeto lançado pelo Diário do Nordeste, que lançou fascículos com questões sobre assuntos abordados no Enem, além de manter uma página na internet com videoaulas, simulados exercícios e dicas para a realização do exame.
Mais informações
Confira vídeoaulas, exercícios e outras dicas no Hotsite Diário do Nordeste no Enem:www.diariodonordeste.com.br/diarionoenem